Vereadores fazem observações sobre monumento do trator de Ibiam

Primeira sessão ordinária de dezembro foi realizada na terça-feira (03)

Os vereadores da atual legislatura de Ibiam reuniram-se nessa terça-feira (03) para primeira sessão ordinária de Dezembro sob o comando do presidente Sérgio Antonio Ramos (PSDB) que, logo encaminhou o Projeto de Lei Complementar 100/19 que institui a contribuição para custeio dos serviços de iluminação pública (COSIP) para analise e parecer da Comissão de Constituição, Legislação e Justiça.

Na Ordem do Dia houve a 2ª discussão e votação do Projeto de Lei 720/19, que estima receitas e despesas do município de Ibiam para 2020 em torno de R$ 15 milhões. O projeto foi aprovado por unanimidade.

 

Aberta a Palavra Livre o vereador Irineu Salvadori (PDT) pediu para ausentar-se da sessão em função de outro compromisso.

Na oportunidade o Sr. Mário Becker inscrito na secretaria da Câmara fez uso da palavra da tribuna por 10 minutos. Ele prestou alguns esclarecimentos sobre a perseguição política que sofre desde, que foi instalado um poço artesiano na propriedade do pai do vereador Sélio Raisser (PP) quando uma série de dificuldades foram apontadas para que o mesmo não tivesse acesso aquela água. Relatou que levou ao conhecimento do fato ao Ministério Público e pediu a seus santos de devoção benção aos lideres da época diante daquele contexto mas, por ironia do destino afirmou Mário a água do poço artesiano é de péssima qualidade e, atualmente 5 pessoas usufruem do serviço.  Ele ainda reforçou a promessa feita pelo líder do prefeito que serão feito trabalhos de melhorias no acesso de sua propriedade. Trouxe documentos que comprovam a perseguição política que sofre pois, deste ano anterior espera que a Prefeitura atenda seus pedidos para facilitar o acesso da empresa o qual entrega sua produção suína. Mário pediu para deixar as picuinhas políticas de lado e, que se não fazem o serviço por causa dele, que faça pelo seu filho Mário Sérgio que é um jovem que esta a frente da propriedade e, tem planos de expansão de 1.700 suínos para o início do próximo ano.

Sélio Raisser (PP) defendeu-se da indignação de Mário justificando que graças as rezas do mesmo as pessoas na comunidade estão sem água. Afirmou que os poços artesianos foram esforços do saudoso Wilson Araldi e não da Administração da época. Ainda diz que questões técnicas impediam de levar a água do poço até a propriedade do Mário. Finalizou  questionando quantas horas máquinas a atual Administração lhe favoreceu e quanto a gestão passada.

Mário contestou as declarações do vereador que, segundo ele, misturou para defender-se e solicitou as demais vereadores para que façam requisições de quantas horas máquinas, terraplanagens e serviços com trator de esteira foram feitas nesta gestão em comparativo com as administrações anteriores.

O vereador Sélio encerrou a discussão afirmando que os requerimentos são válidos pois sabe o trabalho que fez no período que foi Secretário de Agricultura.

Mauri Dissegna (PT) acredita que é simples de resolver, ressaltou que falhas toda a Administração tem e louva a iniciativa do jovem permanecer no campo.  Porém, criticou o fato de mudança turística de Ibiam que deixou de ser Vale do Contestado para Vale dos Imigrantes.  Cobrou da presidência uma Nota de Repúdio em razão de não ter sido feita nenhuma consulta popular para esta mudança. Enalteceu o monumento do trator na praça central como forma de contar a história do município.

Clodomir Parise (MDB) parabenizou o filho de Mário pelos investimentos,  reconhece que o jovem que fica na colônia tem que ter incentivo pela coragem em dar continuidade a atividade da propriedade. Ilustrou que a Administração ao fazer a reabertura na propriedade de  Sílvio Parise, a britagem colocada tava contar as pedras. Ainda demonstrou sua indignação com que disse fazer política diferente, nota-se que piorou. Diz que quem afirma não tem perseguição política esta mentindo. Quanto ao trator na praça parabeniza  quando esta atendendo o agricultor e trabalhando nas propriedades rurais.

Miguel Felicetti (MDB) sobre o monumento do trator  na praça central questionou a colocação do maquinário ainda em condição de uso.  Quando aos projetos em benefício de Agenor e Pedro Batista contestou que o problema esta na Câmara, o qual demonstra a incapacidade do Prefeito pois, não apresentou documentos necessários aos vereadores, além de que poderia ter  auxiliados as famílias sem aval da Câmara.

José Henrique Ramos Moreira (PSD)  ressaltou que se fossem comentar dos problemas da Administração  ficariam horas na Câmara mas, tem esperança que as coisas mudem. Recordou da importância de seguir as orientações da Perdigão na época que, busca incentivar o jovem a ficar na propriedade e, Mário Sérgio Becker é um exemplo.  Finalizou, agradecendo a menção elogiosa proferida pelo vereador Clodomir Parise (MDB).

Josimar Tesck de Oliveira (MDB) demonstrou indignação com serviços oferecidos no setor agrícola, na maioria não atendendo a demanda dos produtores mas, fica contente em saber que o jovem esta ampliando  seus negócios em Ibiam. Falou da dificuldade de acesso estrada que leva a propriedade de  Antonio Galio. Indagou sobre o critério para utilizar um bem do município para o turismo, sabendo que poderia continuar trabalhando. Sugeriu um leilão para que tenha sido feito para dar entrada num trator novo para Ibiam. Concluiu sua fala, renovando a expectativa de uma nova política para as próximas Administrações, que valorize a geração de emprego e a principal fonte de renda que é agricultura de Ibiam.

Márcia Aparecida Gomes de Oliveira (PP) manifestou sua admiração ao jovem Mário Sérgio por optar em ficar na propriedade, que sirva de exemplo para tantos outros.  Diz não concordar  e compactuar com perseguição política. Observou a necessidade de observar o regimento interno da Câmara pra evitar enfrentamento de cidadão com vereadores pois, somente os legisladores são livres para manifestar sua opinião em plenário. Com relação ao monumento do trator informou que foi uma decisão do Grupo de Turismo de Ibiam perante a necessidade de incrementar atrações turísticas no município e, como  o trator foi a leilão e não teve interessado, não estando em uso foi colocado na praça.

A sessão encerrou com a manifestação do presidente Sérgio Antonio Ramos (PSDB) que enalteceu o trabalho de pai e filho em sua própria propriedade, recordou da garra do jovem Mário Sérgio quando a época como Secretário de Agricultura encaminhou o jovem para curso de gado de leite na Epagri de Campos Novos e, conquistou o 1º lugar, o qual pode apresentar seu projeto em Chapecó. Por isso, o poder público o mínimo que pode fazer é dar os incentivos, no caso específico, cascalhamento numa área de 100 m². Com relação ao projeto em benefício ao Pedro Batista, a Câmara fez seu papel pois, foi respeitado o trâmite legal das comissões, ainda sobre o palavreado no plenário recordou o 1º ano desta legislatura que a presidente insultava os demais. Sobre o trator seu entendimento é que acabou sendo inutilizado mas, careceu de tombar como patrimônio histórico do município, por isso a necessidade de averiguação desta situação.

O presidente ainda lembrou aos vereadores que esta em aberto o registro de chapas para a eleição da mesa diretora para 2020, o qual deve ser protocolado até dia o próximo dia 10 na Câmara, tendo em vista que a eleição ocorrerá no dia 13 de dezembro durante a sessão ordinária.

A próxima reunião esta marcada para dia 10 de dezembro às 18h30.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Ibiam
Foto: Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Ibiam
Comentários
Carregando...