Santa Catarina tem menor taxa de letalidade entre estados Sul e Sudeste

Estado tem 1,8 mil pacientes recuperados de Covid-19

Santa Catarina registra a menor taxa de letalidade pela Covid-19 entre os estados do Sul e do Sudeste brasileiro. Na conta, que leva em consideração o número de mortes pelo total de casos confirmados, a taxa catarinense está em 1,90%. Trata-se, ainda, do quarto menor índice do país, atrás apenas de Distrito Federal (1,57%), Tocantins (1,61%) e Roraima (1,63%). A pior taxa de letalidade está no estado do Rio de Janeiro, com 10,05%. Os dados foram obtidos junto aos governos estaduais até a tarde desta segunda-feira, 11.

“Nosso Estado tomou medidas de distanciamento social antes dos demais, o que nos possibilitou ter números mais favoráveis. Outro fator que contribui para essa letalidade mais baixa é o número de testes em relação ao total populacional. Santa Catarina tem testado mais, o que nos permite também ter um quadro mais claro na hora de tomar decisões sobre a pandemia”, afirma o governador Carlos Moisés.

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, salienta que o Governo tem acompanhado a evolução do número de casos em todas as regiões. Ele lembra ainda que a taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para a Covid-19 está inferior a 20%, o que também demonstra que as estruturas de saúde estadual estão conseguindo atender à demanda de pacientes.

No início de março, antes da pandemia chegar ao Estado, Santa Catarina tinha 810 leitos de UTI. Essa estrutura já foi ampliada em 40%, com 381 novos leitos intensivos já instalados. Outra ação do Executivo para auxiliar no combate à Covid-19 foi aumentar os repasses para a rede hospitalar filantrópica, garantindo o repasse do teto da política hospitalar catarinense para todas as unidades conveniadas. Isso deve injetar R$ 276,2 milhões para a saúde dos catarinenses até o fim do ano.

 

 

 

Estado tem 1,8 mil pacientes recuperados de Covid-19

 

O Governo do Estado informou nesta segunda-feira, 11, que 1.878 pacientes de Covid-19 podem ser considerados recuperados em Santa Catarina. O dado contabiliza quem teve alta da internação hospitalar em enfermarias e unidades de terapia intensiva e também abrange aqueles pacientes com casos leves após um período superior a 20 dias desde o início dos sintomas.

Do começo da pandemia até o momento, 3.529 casos foram confirmados em território catarinense. Os números divulgados em coletiva pelo governador Carlos Moisés e secretário de Estado, André Motta Ribeiro mostram que além dos 1.878 recuperados, existem 1.582 casos ativos e 69 óbitos. Tais dados serão divulgados diariamente.

Nesta terça-feira, 12, completam dois meses do registro dos primeiros casos confirmados em Santa Catarina e do início dos trabalhos do Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes). O secretário André Motta destacou que as ações realizadas pelo Governo do Estado nos últimos 60 dias, incluindo o fechamento de setores e abertura de 381 novos leitos de UTI, proporcionaram dados positivos como uma taxa de ocupação baixa para leitos de UTI Covid.

Nesta segunda-feira, 11, o estado tinha 113 pacientes estão internados nas redes pública e privada em leitos de unidade de terapia intensiva (UTI), entre casos confirmados de infecção por coronavírus (60) e suspeitos (53). Atualmente, o Estado está com 498 leitos de UTI reservados para pessoas com Covid-19 pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e a ocupação é de 17,1%. O tempo médio de ocupação hospitalar é 13,9 dias.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Governo SC
Foto: Secom