Quarentena é prorrogada por mais 5 dias em Santa Catarina

Número de casos confirmados em SC chega a 457, são 40 a mais do que no dia anterior. Estado tem 15 mortes

O número de pessoas contaminadas por coronavírus em Santa Catarina subiu em quase 10% nas últimas 24h. São 457 casos confirmados em todo território catarinense, 40 a mais do que no dia anterior. Desses, 54 pacientes estão em UTI. O número de mortes também teve acréscimo: com quatro óbitos a mais, o Estado chega a 15 mortes nesta terça-feira (07). As informações são do governo de SC.

Florianópolis segue como a cidade com o número mais alto de pessoas contaminadas no estado, com 114 casos. Logo depois aparece Blumenau, com 52 pacientes e Joinville com 26. Todos casos positivados foram submetidos a testes do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-SC).

Na região, há 3 casos confirmados, nos municípios de Tangará, Videira e Caçador, com um caso cada.

Além da atualização de números, o Estado também anunciou, em transmissão ao vivo, que a quarentena será prorrogada por mais cinco dias. Dessa forma, as restrições nas atividades continuam até a próxima segunda-feira (13).

A partir dessa quarta-feira (8), no entanto, voltam a funcionar atividades em oficinais, borracharias, varejo de auto-peças, auto center, vendas e instalação de acessórios, concessionárias, auto-elétricas, venda de máquinas, locação de veículos, serviços de despachantes e autoescolas, inspeção veicular, lavações e afins.

Mesmo com a volta gradual dos serviços e, antes de trazer informações sobre Santa Catarina, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) comentou sobre o cenário do Covid-19 em todo o território brasileiro e adiantou que o pico da doença ainda não ocorreu no país:

– Quero lembrar aos catarinenses que a situação se agrava e o pior dessa curva está por vir. Deve se agravar nas próximas duas semanas, principalmente porque a gente tem sempre o reflexo dos últimos 14 dias, com pessoas que vão demandando por UTI. Os próximos 15 dias vão ter uma transformação desse cenário no sentido de a gente verificar a ascendência mais aguda dessa curva de contágio.

 

 

 

Pacientes curados

 

Pela primeira vez, desde que o primeiro caso foi confirmado em Santa Catarina, ainda em 12 de março, o governo do Estado falou sobre os pacientes curados. Carlos Moisés e o secretário da Saúde, Helton Zeferino, comemoraram a recuperação de um homem de 54 anos e com duas comorbidades preexistentes, que deu alta do Hospital Marieta, em Itajaí, após ficar mais de 20 dias internado e com auxílio de equipamentos para respirar.

– Isso nos deixa muito esperançosos de que os protocolos adotados dentro de território catarinense propiciam, sim, resultados adequados no combate a essa doença. É um paciente que, felizmente, e está retornando ao convívio de seus familiares devidamente curado e isso é o que buscamos para a maioria da população catarinense – disse o secretário.

 

 

 

Leia mais

Brasil registra recorde de 114 novas mortes por coronavírus em um dia

 

Fonte: NSC
Foto: Divulgação