Santa Catarina tem 12 novas mortes por coronavírus e mais de 7 mil casos confirmados

Número de óbitos por Covid-19 é o mais alto divulgado em um único boletim desde o início da pandemia

O governo de Santa Catarina atualizou os números do coronavírus desta terça-feira (26) e confirmou mais de 7 mil casos e 12 novas mortes pela doença no estado. Com isso, o número de óbitos chega a 121 e “nossos cenários apontam para a aceleração da transmissão desse vírus”, segundo o secretário de Estado de Saúde, André Motta Ribeiro.

Três vítimas residiam em Itajaí, no Vale, segundo dados colhidos no painel do Estado. Entre eles havia uma mulher de 75 anos, outra de 80 e um homem de 59 anos. Em Joinville, no Norte de SC, foram confirmados dois óbitos de uma mulher de 67 anos e de um homem de 44. Na mesma região, porém em Camboriú, a vítima é um homem de 78 anos. No município vizinho, em Balneário Camboriú, morreu uma mulher de 91 anos.

Em Araranguá, no Sul de Santa Catarina, perdeu a vida uma mulher de 90 anos. Na região Oeste catarinense, quatro pessoas morreram. Em Chapecó foi um homem de 82 anos e em Caxambu do Sul, um homem de 53 anos. Em Arvoredo a vítima foi um homem de 82 anos e em Irati, uma mulher de 75. Segundo apurado pela reportagem, as 12 mortes ocorreram entre os dias 21 e 26 de maio, mas foram confirmadas como causa de Covid-19 somente nesta terça-feira.

Divulgação de poucos dados

 

Até aqui, 4.101 pacientes se recuperaram da doença no estado e outros 2.794 continuam em tratamento. O número de pacientes hospitalizados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) não foram atualizados pelo Estado, que alegou “problemas técnicos, até o horário de divulgação do boletim”.

Sem repassar mais detalhes sobre dados que geralmente são divulgados, como o índice de isolamento social e o número de mortes por milhão de habitantes, André Motta Ribeiro lamentou o quantitativo do dia.

– Infelizmente hoje é um dia que o Estado apresenta o maior número de óbitos desde o início desse enfrentamento e é importante que a gente entenda e perceba que apesar dos números favoráveis até então, todos precisamos prestar muita atenção – alertou.

Fonte: NSC
Foto: Divulgação