SC registrou 12 casos de morte por gripe A em 2019

Até o fim do mês de maio foram 95 casos suspeitos de gripe no estado

O estado de Santa Catarina registrou 12 casos de morte por gripe A em 2019 até a última sexta-feira (31). Com relação ao último boletim de Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC), emitido na semana anterior, o número de mortes mais do que dobrou, já que eram 5 casos.

De acordo com a Dive-SC, até a tarde de sexta-feira foram confirmadas 10 mortes por gripe A H1N1 e 1 por A H3N2. Ainda na sexta, mas à noite, um idoso de 69 anos morreu em Blumenau, no Vale do Itajaí, por gripe A H1N1. Como o boletim da Diretoria já tinha sido fechado, o caso não foi contabilizado, mas a Dive-SC reconhece a confirmação feita pela Prefeitura de Blumenau.

Ainda de acordo com a Dive-SC, o principal fator para o aumento de casos fatais é a queda de temperatura. O órgão esclarece que os sete novos casos podem não ter ocorrido no intervalo de uma semana, já que a confirmação laboratorial da doença pode levar até 5 dias.

Foram registradas duas mortes em Chapecó, Tubarão e Blumenau, e uma morte em Balneário Camboriú, Brusque, Dionísio Cerqueira, Jaraguá do Sul, Joinville e São Francisco do Sul. Em todos os casos, o paciente tinha alguma doença crônica.

Gripe no estado

De acordo com a Dive-SC, até sexta foram 95 casos de gripe no estado. Ao todo, 77 casos são pelo vírus A H1N1, 16 pelo vírus A H3N2, um pelo vírus Influenza B e um estava aguardando subtipagem.

Os casos confirmados foram em 35 cidades catarinenses, além de um caso paciente residente em São Paulo, mas que foi atendido em Santa Catarina. Blumenau registrou a maioria dos casos: 11, segundo a Dive-SC.

 

Cobertura vacinal

Até sexta-feira, a cobertura vacinal para o grupo prioritário da campanha foi de 81,57%, de acordo com a Dive-SC. A meta era chegar a 90%.

Nesta segunda (03), a vacina contra a gripe começou a ser disponibilizada para toda a população. Na capital catarinense, algumas unidades têm doses e, em outras, há vacina, mas a procura por parte da população é baixa. A cidade tem 46 unidades de saúde.

Fonte: G1
Foto: Imagem ilustrativa | Google
Comentários
Carregando...