Santa Catarina gera 49,8 mil empregos formais no primeiro semestre

Terceiro melhor saldo do país

O primeiro semestre de 2019 fechou com resultado positivo para Santa Catarina em geração de empregos. De janeiro a junho, o Estado criou 49,8 mil postos de trabalho formais, o melhor resultado do Sul do Brasil para o período. Trata-se ainda do terceiro melhor saldo do país no semestre, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais, os dois Estados mais populosos. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados na manhã desta quinta-feira, 25, pelo Ministério da Economia. O resultado é 48% maior do que no mesmo período de 2018, quando foram abertas 33,5 mil vagas de emprego.

Na divisão por setores, a indústria liderou a geração de empregos no semestre, com 29,3 mil vagas criadas. Logo em seguida aparece o setor de serviços, com 15,4 mil. Completam o quadro a construção (5,9 mil) e a administração pública (5,4 mil). Em relação apenas ao mês de junho, foram criadas 940 vagas em Santa Catarina, com destaque para o setor de serviços. Foi o melhor resultado para o mês desde 2013.

Segundo o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, o número representa um impulso na formalização do trabalho, o que gera impacto positivo em toda a economia. Mais trabalhadores no mercado formal significam mais tributos recolhidos e melhores serviços para o cidadão.

Na opinião do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, os dados do Caged demonstram a realidade econômica diferenciada de Santa Catarina, que possui também a menor taxa de desemprego do país.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Foto: Secom
Comentários
Carregando...