Rede Salvatoriana assume direção do Hospital Santa Maria

A partir de 1º de agosto, a instituição será administrada pelas Irmãs Salvatorianas e será denominado de Hospital Salvatoriano Santa Maria.

Na tarde de quarta-feira, 14, a imprensa teve a oportunidade de conversar com o Dr. Rodrigo Mozzaquatro, e com a Presidente do Instituto de Ensino e Assistência Social – IEAS, Ir. Sônia Estela Agostini, que apresentaram oficialmente a mudança de gestão que ocorrerá no Hospital Santa Maria. A partir de 1º de agosto, a instituição será administrada pelas Irmãs Salvatorianas e será denominado de Hospital Salvatoriano Santa Maria.

Ir. Sônia introduziu o tema ressaltando a missão das Irmãs Salvatorianas com a vida e assistência à população. “Videira é o berço da Família Salvatoriana no Brasil e nós temos um compromisso com a cidade, especialmente porque muitas de nós são naturais daqui e da região”,  destacou. Em seguida, Dr. Rodrigo esclareceu que o Hospital Santa Maria foi fruto do trabalho de seu pai, com o qual trabalhou em conjunto por muitos anos. “A área da saúde evoluiu muito nos últimos anos. A administração hospitalar exige muito do gestor e meu amor maior sempre foi a medicina. Então eu tomei esta decisão, depois de muito refletir, e convidei as Irmãs para assumir a gestão para que eu possa me dedicar mais à medicina e aos pacientes. Esta será uma mudança muito boa para a comunidade e também para a classe médica, tenho certeza”, explicou.

A decisão de convidar as Irmãs Salvatorianas para a condução do novo Hospital Salvatoriano Santa Maria vem depois de anos de observação atenta do Dr. Rodrigo sobre a gestão do Hospital Salvatoriano Divino Salvador, também em Videira. “As Irmãs fazem um excelente trabalho no Divino Salvador, montaram uma equipe muito qualificada e tem a melhor UTI que eu já vi. Com certeza, sob a gestão da Província Salvatoriana, o Hospital Santa Maria vai crescer muito”, aponta o doutor.

Até que a nova administração entre em ação, o Hospital Santa Maria passa pelo processo burocrático de fechamento para dar baixa no CNPJ, enquanto as Salvatorianas avaliam os próximos passos em conjunto com Dr. Rodrigo. “O atendimento que o Hospital tem hoje será mantido, terá a mesma qualidade. Nós buscaremos inserir progressivamente o Carisma Salvatoriano, mas em termos de prestação de serviços, tudo será mantido”, explica Ir. Sônia. Em relação ao atendimento do SUS, Ir. Sônia esclarece que esta não é a intenção inicial, mas que qualquer mudança que ocorra com o atendimento será amplamente divulgada para a comunidade.

 

Fonte: Rádio Videira / Assessoria de Comunicação
Foto: Divulgação

Fonte: RBV Rádios
Foto: Divulgação