Rede estadual inicia ano letivo nas 1063 escolas

Secretaria de Estado da Educação desenvolveu três modelos para atender os 527 mil alunos que estão matriculados: 100% presencial, misto e 100% remoto

O dia 18 de fevereiro de 2021 marca o início do ano letivo nas 1063 unidades escolares da rede estadual de ensino em Santa Catarina. Desde a manhã desta quinta-feira, milhares de alunos retornaram às salas de aula no estado. As regras de convívio para prevenção da Covid-19 foram estabelecidas ao longo dos últimos cinco meses e a Secretaria de Estado da Educação (SED) desenvolveu três modelos para atender os 527 mil alunos que estão matriculados: 100% presencial, misto e 100% remoto.

No total, 82% dos alunos da rede estadual retornam de forma presencial nas escolas. A maioria terá aulas no modelo misto, com alternância dos grupos que frequentam a sala de aula. Enquanto um grupo frequenta o “Tempo Escola”, o outro estará no “Tempo Casa” e se alternam na semana seguinte. No Tempo Casa, os alunos farão as tarefas de casa passadas pelos professores no Tempo Escola, que poderão ser feitas na plataforma Google Sala de Aula ou por meio de materiais impressos.

 

As aulas 100% presenciais, com todos os alunos presentes e sem a necessidade de alternância, ocorre apenas em turmas que estiverem em salas com infraestrutura adequada para realizar o distanciamento de 1,5 metro exigido entre os alunos. É o caso de algumas escolas, geralmente com menos de 200 alunos matriculados na unidade. Entretanto, há decretos municipais que restringem as atividades escolares presenciais em cerca de 30 municípios, principalmente na região Oeste. Por conta disso, esses alunos iniciarão o ano letivo em atividades remotas e terão atividades em sala de aula a partir das próximas semanas.

 

 

 

Plano de Contingência para Educação

 

As normativas que estabelecem o regramento do retorno das aulas presenciais estão previstos na lei nº 18.032/2020, aprovada pela Alesc e que reconhece a educação como serviço essencial no Estado, pelo decreto nº 1.003/2020 e pela portaria 983/2020 (atualizados recentemente pelo decreto 1.153/2021 e portaria 166/2021).

Esses regramentos têm como base o Plano de Contingência para Educação (PlanCon), que foi apresentado à sociedade ainda em setembro. O documento detalha em oito cadernos os protocolos necessários para o retorno seguro às escolas e foi construído em conjunto com 15 entidades, incluindo o Ministério Público e duas comissões da Alesc, complementado pelo Comitê Técnico-Científico da Defesa Civil.

 

Fonte: Assessoria Imprensa Governo SC
Foto: Divulgação Escola Professor João Jorge de Campos