Produtores comemoram selo de indicação geográfica dos vinhos de altitude

Os Vinhos de Altitude de Santa Catarina, produzidos em 29 municípios da Serra e Meio-oeste do Estado, conquistaram o selo de Indicação Geográfica

O selo, concedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial, indica que o vinho de altitude catarinense é diferenciado, com características únicas. E os Vinhos de Altitude de Santa Catarina, produzidos em 29 municípios da Serra e Meio-oeste do Estado, conquistaram o selo de Indicação Geográfica.

A qualidade dos vinhos finos produzidos na Serra e no meio oeste catarinense já é conhecida entre os apreciadores da bebida. Mas agora, esse reconhecimento ganha um status ainda maior, com o selo de Indicação Geográfica, concedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial no último dia 29 de junho.

Isso significa que os vinhos produzidos nas regiões mais altas do Estado são produtos com características únicas, como explica Vinícius Calegari, pesquisador da Estação Experimental da Epagri em Videira.

A pesquisadora e engenheira agrônoma da Epagri, Cristina Pandolfo, afirma que o selo comprova a qualidade dos vinhos de altitude de SC e pode inclusive ajudar no turismo e desenvolvimento regional.

Em SC, a abrangência da indicação geográfica dos vinhos de altitude inclui 31 municípios. São mais de 22 vinícolas associadas, e mais de 80 produtores que fazem parte do território delimitado. Celso Panceri, produtor da região de Tangará, afirma que o selo significa mais reconhecimento, novos mercados e valor agregado aos vinhos de altitude.

O produtor Guilherme Grando, de Água Doce, também comemora a conquista e prevê indicações geográficas ainda mais específicas a partir de agora. Pra se ter uma ideia da importância da conquista, apenas quatro produtos catarinenses tem o selo de indicação geográfica, os Vinhos e Espumantes de Uva Goethe, do sul de SC, a Banana da Região de Corupá, no norte do estado, e Queijo Artesanal Serrano, e agora os vinhos de altitude de SC.

Em proporções maiores, pode ser comparado aos casos do “Vinho do Porto”, de Portugal e da “Champagne”, da região de Champagne, na França.

Fonte: Murilo Roso/RBV Notícias


VEJA OUTRAS REPORTAGENS DO AGRO

Receba diariamente em seu smartphone notícias do Meio Oeste de Santa Catarina, do estado, do Brasil e do mundo. Salve portanto em seus contatos o WhatsApp do RBV Notícias e envie uma mensagem: (49) 99129-4258.

Assim, com o RBV Notícias você fica sabendo das informações em destaque nas cidades de Caçador, Videira, Tangará, Capinzal e de quase 50 municípios em toda a região do Alto Vale do Rio do Peixe.

O RBV Notícias vai ao ar de segunda a sexta-feira pelas Rádios Barriga Verde, Tangará, Videira, Vitória, Rádio V e Caçanjurê. Também transmitimos ao vivo em vídeo pelo canal no YouTube e página no Facebook. Para outras informações continue navegando pelo Portal RBV.

Fonte: RBV Rádios
Foto: Divulgação