Operação Saque Forçado desarticula grupo que furtava bancos em Santa Catarina e no Paraná

Prisões preventivas aconteceram na região meio-este, nas cidades de Monte Carlo, Fraiburgo e Videira

Na manhã desta quarta-feira (29), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas – GAECO, em conjunto com a Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Videira, deflagrou a operação batizada como “Saque Forçado”, com o cumprimento de mandados de busca e apreensão e prisões preventivas nas cidades de Monte Carlo, Fraiburgo, Videira e Joinville, em Santa Catarina, e na cidade de Clevelândia, no Paraná.

O nome da operação deve-se ao fato de a investigação apurar os crimes de organização criminosa, posse ilegal de arma de fogo e arrombamentos e furtos qualificados, com o uso de maçaricos, em caixas eletrônicos nas agências bancárias dos municípios de Monte Carlo, Vargem e Abdon Batista, de Santa Catarina, e uma tentativa no município de Honório Serpa, no Paraná.

A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Fraiburgo e o GAECO, em conjunto com a Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Videira, iniciaram as investigações após receberem informações de que, no dia 1º de maio de 2020, por volta das 2h38, uma organização criminosa adentrou a agência do SICOOB de Monte Carlo (SC), onde arrombou dois caixas eletrônicos com o uso de maçarico e subtraiu valores.

Quando a investigação do crime anterior já estava em curso, um novo delito de furto em agência do SICOOB foi praticado, agora na cidade de Vargem (SC), onde, na madrugada do dia 3 de junho 2020, mais uma vez, integrantes da organização criminosa ingressaram na agência e, com o uso de maçarico, arrombaram o caixa eletrônico e levaram dinheiro em espécie.

Foi apurado, então, que mais dois crimes seriam praticados, o primeiro na cidade de Honório Serpa (PR) – que chegou a ser preparado pelo grupo, entretanto, por motivo desconhecido, não foi iniciado – e outro na cidade de Abdon Batista (SC). Este último ocorreu na madrugada de 11 de julho, quando, após intervenção policial seguida de perseguição, dois dos autores foram presos em flagrante em um posto da Polícia Rodoviária Federal de União da Vitória (PR).

Durante todo esse período, várias diligências vinham sendo realizadas, permitindo a identificação de grande parte dos integrantes da organização criminosa e a coleta de provas das práticas delituosas.

Ao todo, foram expedidos pelo Poder Judiciário (2ª Vara da Comarca de Fraiburgo) nove mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão, que foram cumpridos por policiais do GAECO de Santa Catarina e do Paraná, da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Videira e por Policiais Civis e Militares de Fraiburgo, pela Polícia Rodoviária Federal, pelo Pelotão de Patrulhamento Tático do 15º Batalhão da Polícia Militar (Caçador) e pela Companhia de Patrulhamento Tático de Joinville.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação