Mais de mil presos são liberados em SC por causa do coronavírus

Medida atinge internos próximos de progredir para o regime aberto, idosos e portadores de doenças crônicas

A Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa anunciou a liberação de 1.077 detentos em Santa Catarina. Conforme nota enviada à imprensa, a medida segue determinação do Poder Judiciário, em função da pandemia de coronavírus.

A medida atinge internos próximos de progredir para o regime aberto, além de idosos e portadores de doenças crônicas. Conforme o governo do Estado, os detentos começaram a ser soltos ao longo dos últimos dias, de forma gradativa.

Logo após o decreto, que declarou estado de emergência no território catarinense, a secretaria da Administração Prisional decidiu suspender as visitas nos presídios. Como consequência, o efetivo de segurança foi reforçado nas unidades.

Santa Catarina conta com déficit de 5,2 mil vagas e uma média de oito novos detentos ingressando no cárcere diariamente. As 59 unidades prisionais de Santa Catarina abrigavam em agosto de 2019 em torno de 23 mil presos em um estrutura cuja capacidade é de 17,8 mil pessoas.

 

 

 

Nota da secretaria de Administração Prisional 

 

“A Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) informa que, atendendo a determinação judicial, 1.077 internos foram colocados em liberdade, em SC. A decisão foi tomada pelo Poder Judiciário em função da pandemia de coronavirus (Covid-19), decretada pela OMS. As decisões atingem internos, próximos de progredir para o regime aberto ou que estão no quadro de risco como,por exemplo, idosos ou portadores de doenças crônicas.”

 

Fonte: ND+
Foto: Imagem ilustrativa | Google