Legislativo tangaraense realizou a primeira sessão ordinária de junho

Reunião ocorreu na noite desta segunda-feira (07)

A Câmara de Vereadores de Tangará realizou na noite desta segunda-feira (07) a primeira sessão ordinária do mês de junho. Dois projetos deram entrada na Casa Legislativa:

Projeto de Lei nº 027/2021 “DISPÕE SOBRE A ABERTURA DE CRÉDITO ADICIONAL ESPECIAL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”.

Projeto de Lei nº 028/2021 “DISPÕE SOBRE ANULAÇÃO E SUPLEMENTAÇÃO DE DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA QUE ESPECIFICA”.

Na palavra livre o Vereador João Rampon solicitou um ofício ao Poder Executivo para que fosse feita uma manutenção na ponte da Linha Taffarel que está em precárias condições.

O Vereador Roberto Rampon pediu que fosse encaminhado um ofício a Secretaria de Obras pedindo a possibilidade de ser efetuada uma melhoria na tubulação da Linha Fraida, entre a propriedade de Irene Perazzoli e João Gabriele. O Vereador também solicita que a Secretaria de Obras fosse averiguar os trabalhos que estão sendo realizados na Comunidade dos Izidros, pois há construções de duas pontes e visualmente as estruturas estão atravessadas. Roberto também pediu que fosse encaminhado um ofício à Secretaria da Saúde pedindo do porquê ainda não foi feito a vacinação nos professores, haja visto que vemos nas redes sociais os outros municípios realizando. O Vereador, por fim, comentou a respeito dos fiscais que virão do Estado para ajudar na fiscalização em nosso município e afirma que são necessárias mais medidas de contenção, pois se está tendo interferência do Estado significa que a situação do Covid-19 em nossa região está preocupante.

A Presidente Maria Miria solicita uma parte na fala do Vereador Roberto para fazer uma observação nessa questão dos fiscais que há pessoas em nosso município, mas que são poucos para ajudar na fiscalização e dificulta o trabalho, sendo necessária essa interferência do Estado para aumentar a demanda de servidores.

O Vereador Mauri da Costa solicita um ofício a Secretaria de Obras para que seja feito um patrolamento e cascalhamento, e se possível uma britagem na estrada da Linha Capim, localizada entre a Linha Bracatinga e a divisa do município de Pinheiro Preto.

O Vereador Andrey Alberti primeiramente agradeceu pelas respostas dos ofícios enviados a Secretária de Educação e ao Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes. Segundo o Vereador, sobre a Lei Lucas até o mês de julho todos os profissionais que atuam na Educação irão realizar o curso de Primeiros Socorros. Andrey comenta que a respeito do pedido do diagnóstico social das crianças e dos adolescentes da nossa cidade a Presidente do Conselho Vandreia Rampon realizou este estudo que será disponibilizado no site. O Vereador solicitou o encaminhamento de um ofício para a Defesa Civil do município sugerindo a viabilidade de se fazer um plano de contingência para o risco de tornados, pois ano passado foi em nossa cidade e agora na cidade de Campos Novos, onde houve grandes prejuízos na parte elétrica. Andrey também pediu que fosse encaminhado um ofício para empresa Leis Municipais para que haja uma atualização das leis que estão em vigor, pois algumas não estão mais sendo utilizadas e necessitam ser retiradas do site para não haver complicações.

A Presidente Maria Miria pediu uma parte na fala do Vereador Andrey e comentou que as publicações da Câmara estão sendo publicadas regularmente, que como o sistema mudou e permite essa publicação está sendo feita a alimentação das novas leis.

O Vereador Waldir Misturini comentou que foi cobrado pela população sobre as obras das duas pontes, localizadas na Comunidade de Gramado dos Santos e Izidros, pois já fazem 30 dias que estão em obras e o serviço ainda está no começo, sendo assim, o Vereador pede que o Poder Executivo explique o porquê da demora e se a empresa não consegue terminar que haja a contratação da segunda colocada na licitação, pois os moradores necessitam utilizar esse trajeto. O Vereador solicitou um ofício para a Secretaria de Saúde pedindo explicações do porquê está ocorrendo marcações erradas de exames, pois foi relatado por algumas pessoas que foram a determinadas cidades e após chegar lá foram informadas que não é realizado os exames naquele local. Por fim, Waldir pediu para que haja uma flexibilização no horário para os idosos e crianças, pois estabelecer horários dessas pessoas nos estabelecimentos comerciais é difícil em uma cidade como a nossa, onde muitas pessoas trabalham e possuem crianças pequenas.

O Vereador Marcio Meyer solicitou uma parte na fala do Vereador Waldir e concordou com a fala do Vereador a respeito desse decreto, que se caso partiu do Estado o município precisa acatar, mas que se for municipal não há necessidade de horários para idosos e crianças, contando que estejam de máscara, utilizem álcool gel e realizem todos os cuidados necessários.

Roberto também explanou sobre os roubos que estão ocorrendo no interior do município e pediu que fosse encaminhado ofício ao Comandante da Polícia Militar pedindo para que fosse feito um planejamento para instalar câmeras de segurança em pontos estratégicos no interior de Tangará. O Vereador se colocou à disposição também para estar indo de atrás de recursos para ajudar nessa questão.

Maria Miria solicitou uma parte na fala do Vereador Roberto e comentou que já realizou esse encaminhamento na legislatura anterior para a Polícia Militar e na resposta obtida é que essa colocação de câmeras possui uma problemática a longo prazo para ser resolvida, que é o cabeamento com fibra ótica e que depende de iluminação. Por fim, Maria Miria afirma que não é por falta de vontade e que o nosso Comandante tem um interesse muito grande de levar segurança para todos os locais.

Andrey também pediu uma parte na fala do Vereador Roberto só para complementar a fala da Presidente Maria Miria e informou que no ano passado e no início deste ano as provedoras de internet começaram a realizar a passagem de cabos de fibra ótica em algumas comunidades, por exemplo, em Santa Rosa e no Passo da Felicidade. O Vereador também comentou que necessita haver a instalação de câmeras na parte rural do nosso município e se coloca a disposição para trazer ajuda, pois é algo importante para os agricultores.

A Presidente Maria Miria Rambo no uso da palavra solicitou para que sejam tomadas providências na Rua Ademar de Barros, do trecho que envolve o Bar do Remi até o barracão de máquinas do Sandro, em relação à água que escorre do barranco e invade a calçada, não permitindo que os pedestres transitem em cima da calçada por causa daquele excesso de água. A Vereadora solicita que o Poder Público faça um estudo de viabilidade para resolver essa questão, pois como se trata de uma rodovia SC e há bastante tráfego de veículos seria uma forma de garantir segurança a quem passa por esse local.

Nada mais havendo a Presidente Maria Miria Rambo encerrou a presente sessão e convocou os Vereadores para a próxima, marcada para o dia 14 de junho às 19h00.

 

Fonte: Assessoria Imprensa Câmara de Vereadores de Tangará
Foto: Assessoria Imprensa Câmara de Vereadores de Tangará