Homem é condenado por pescar em período de piracema

Ele foi flagrado pela Polícia Ambiental pescando no Rio Do Peixe, no interior de Pinheiro Preto

Um homem foi condenado pela justiça por pescar no Rio do Peixe durante a piracema, período de reprodução dos peixes (01 de outubro a 31 de janeiro).

Ele e um amigo foram flagrados pela Polícia Militar Ambiental, em janeiro de 2020, pescando no Rio do Peixe, na Linha Navegantes, interior de Pinheiro Preto.

No bote inflável, os policiais encontraram uma rede de pesca e uma tarrafa, que são petrechos proibidos, com indícios de ter sido recentemente retiradas da água.

Perante ao juízo, o cidadão alegou que iria pescar com linhas, negando ter utilizado a rede e a tarrafa, que seriam de seu amigo, além de dizer que desconheciam a lei.

Para o juiz da Comarca de Tangará, Flávio Luís Dell’Antônio, a versão do réu não se sustenta, pois as linhas não foram localizadas e não faria sentido estar com uma rede e uma tarrafa no barco. “Embora nenhum peixe tenha sido pescado, é inegável que o crime foi praticado em período de defeso e com apetrechos proibidos.

O homem foi condenado a 1 ano de detenção, em regime inicialmente aberto, mas a pena foi substituída por uma restritiva de direito, na modalidade de prestação de serviços à comunidade, ainda a ser definida.

Na audiência, o amigo que o acompanhava, aceitou proposta de suspensão condicional do processo.

 

Fonte: Jornalismo Tangará AM com informações do Poder Judiciário
Foto: Imagem Ilustrativa | Google