Gugu Liberato morre aos 60 anos

Apresentador estava internado desde quarta-feira (20), quando sofreu acidente em casa em Orlando, nos EUA, e bateu a cabeça

Gugu Liberato morreu aos 60 anos nesta sexta-feira (22) em Orlando, nos Estados Unidos. O apresentador estava internado desde quarta-feira (20), quando sofreu uma queda em casa e bateu a cabeça.

Antônio Augusto Moraes Liberato nasceu em São Paulo, em 10 de abril de 1959. Filho caçula de portugueses, Gugu tinha dois irmãos, Amandio Liberato e a numeróloga Aparecida Liberato. O apresentador tinha três filhos com a médica Rose Miriam di Matteo: João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 15 anos.

Gugu foi um dos principais apresentadores da TV brasileira. Entre 1981 e 2003, foi destaque no SBT no comando de programas de auditório. Em 1982, passou a apresentar seu primeiro grande sucesso, o programa “Viva a noite”, atração que alavancou a carreira do apresentador e era destaque por trazer números musicais de artistas em alta.

Na emissora, ele também comandou outros programas e quadros de auditório com gincanas, famosos e atrações musicais, como “Sabadão sertanejo” e “Corrida maluca”, além do game show “Passa ou repassa”.

Em 1993 estreou outro grande sucesso, “Domingo legal”, programa que comandou por 16 anos.

Nele, o apresentador esteve à frente de quadros como “Táxi do Gugu”, “Banheira do Gugu” e “Gugu na minha casa”, além de apresentar números musicais e comandar brincadeiras de palcos com artistas. Na atração, Gugu também eternizou a música “Pintinho amarelinho”, cantando e dançando repetidas vezes no palco da atração.

Gugu deixou o programa e o SBT em 2009, quando assinou contrato com a TV Record. Na nova emissora, foi apresentador de programas que levavam seu nome, antes de passar a comandar reality shows como “Power Couple Brasil” e “Canta Comigo”.

Desde 2013, os programas comandados por ele eram produzidos e gerados direto dos estúdios da sua produtora, a GGP Produções, criada em 2000.

 

Outros projetos

 

Gugu ganhou projeção nacional por apresentar programas no SBT e na Record. Mas sua história vai além do comando das atrações televisivas. Ele também foi empresário, cantor e ator.

Na adolescência, Gugu trabalhou como office-boy. Nos intervalos, escrevia cartas para seu ídolo Silvio Santos. Aos 14 anos, foi convidado para integrar a produção do apresentador. Inicialmente, Gugu foi contratado para o programa de Silvio, então na TV Tupi, como assistente de produção.

Ele continuou a carreira como produtor por um período, mas não gostou da função e começou a estudar odontologia. Chegou a fazer dois anos do curso, mas acabou voltando definitivamente para a televisão. Ele também estudou jornalismo.

Ao longo da carreira, Gugu Liberato teve vários brinquedos atrelados a seu nome e, até, um parque aquático, que encerrou as atividades em 2002. No mesmo ano, o apresentador lançou o álbum “Gugu para crianças” com músicas infantis. Ele também virou personagem em quadrinhos no Almanaque do Gugu, distribuído entre as décadas de 1980 e 1990.

Gugu também atuou no cinema ao lado de Xuxa, Angélica, Os Trapalhões e outros. Em alguns filmes como “O Noviço Rebelde”, “O Casamento dos Trapalhões” e “Os Fantasmas Trapalhões”, interpretou ele mesmo em cena. Em outros, como “Xuxa e os Duendes” e “Padre Pedro e a Revolta das Crianças”, deu vida a personagens como o Duende da Inveja e o Padre Sebastião.

Fonte: G1
Foto: Estadão Conteúdo
Comentários
Carregando...