Governo de SC confirma 51 casos de Coronavírus

Na última atualização na noite de sexta-feira (20), eram 40 casos confirmados

O governador de Santa Catarina Carlos Moisés, atualizou na manhã deste sábado (21), os dados do Coronavírus no Estado.  Até o momento foram confirmados 51 casos.  As informações foram divulgadas em coletiva de imprensa, realizada com a participação do secretário da Saúde, Helton de Souza Zeferino, e o secretário da Comunicação, Ricardo Dias.

Na última atualização, na noite de sexta-feira (20), Santa Catarina atingiu 40 casos confirmados de Covid-19. Na manhã do mesmo dia, eram 28. Com o crescimento exponencial, novas medidas de prevenção podem ser anunciadas.

Ainda em coletiva foi informado que outros casos ainda são investigados. Entre os hospitalizados estão idosos, adultos jovens e uma criança de cinco anos, que ainda aguarda o resultado do teste.

 

Confira os municípios com casos confirmados:

Balneário Camboriú – 6
Braço do Norte – 6
Chapecó – 2
Criciúma – 6
Florianópolis – 10
Gravatal – 1
Imbituba – 2
Itajaí – 1
Jaguaruna – 2
Joinville – 4
Navegantes – 1
Pomerode – 1
Rancho Queimado – 2
São José – 1
Tubarão – 6

 

Santa Catarina está no estágio de transmissão comunitária da doença, ou seja, quando não é possível identificar a origem do contágio, e por essa razão foi decretada situação de emergência na terça-feira (17).

 

AO VIVO Coletiva de Imprensa 21/03 – Manhã

AO VIVO Coletiva de Imprensa 21/03 – Medidas de enfrentamento em Santa Catarina #Coronavirus #GovernoSC #Coletiva

Posted by Governo do Estado de Santa Catarina on Saturday, March 21, 2020

 

Governo anuncia pacote econômico para minimizar impactos da pandemia

 

Medidas para injetar recursos na economia catarinense nos próximos meses foram anunciadas nesta sexta-feira, 20, pelo governador Carlos Moisés. O Plano de Enfrentamento e Recuperação Econômica foi desenvolvido pela Comissão de Desenvolvimento Econômico (CDE). O pacote prevê, entre outras medidas, carência e postergação dos contratos de financiamento em andamento, novas linhas de crédito de capital de giro em até R$ 200 mil para micro e pequenas empresas (MPEs), com juros parcialmente subsidiados pelo Estado, e linhas de crédito para o microempreendedor individual (MEI).

 

Ações elencadas no Plano de Enfrentamento e Recuperação Econômica

 

1. Junção de esforços com Tesouro do Estado, BRDE e Badesc:

  • Carência e postergação de dois a seis meses dos contratos de financiamento em andamento, para pequenas e médias empresas.
  • Linhas de crédito de capital de giro para micro e pequenas empresas, com carência de 12 a 18 meses e 30 meses para pagamento, com juros parcialmente subsidiados pelo Governo do Estado, em operações de até R$ 200 mil. A disponibilidade é de R$ 50 milhões de recursos próprios  do BRDE.
  • Ampliação do Programa Microcrédito Juro Zero de R$ 3 mil para R$ 5 mil, por operação, para MEI com juros pagos pelo Estado. A projeção é de R$ 70 milhões de recursos próprios.
  • Linha de Crédito Badesc Emergencial para micro e pequenos empreendedores em até R$ 150 mil, com carência de 12 meses e amortização em 36 meses. Juros subsidiados parcialmente pelo Estado. A disponibilidade é de R$ 50 milhões em recursos próprios.
  • Projeto de subvenção de juros para pequenos empreendimentos rurais, pelo Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR), com juros de 2,5% ao ano, pagamento em 36 meses e carência de 12 meses. Recursos disponíveis são R$ 1,5 milhão da SAR. A expectativa é alavancar R$ 60 milhões em investimentos no meio rural e pesqueiro de Santa Catarina.
  • Criação de programas de financiamento pós-crise para investimento e ampliação da disponibilidade dos programas acima com recursos do BNDES.

 

2. Tributos Estaduais:

  • Solicitação ao Conselho do Simples Nacional para a prorrogação do prazo de pagamento da parte estadual do Simples Nacional – ICMS, por três meses, na mesma forma da parte federal do Simples.
  • Solicitação ao Confaz a autorização para conceder isenção ou redução de base de cálculo para 7% do ICMS de álcool gel, hipoclorito de sódio, máscaras e luvas.
  • Prorrogação nos prazos de obrigações acessórias da SEF.

 

Prorrogação do prazo de pagamento de ICMS das empresas fechadas em função das medidas de restrição de atividades. Em estudo, para os fatos geradores a partir de março de 2020.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação RBV Rádios