Coronavírus: governo do Estado suspende visitas nas unidades prisionais de SC

O sistema prisional catarinense registra, por mês, mais de 20 mil visitas

O governador Carlos Moisés anunciou as medidas de emergência tomadas pelo governo de Santa Catarina para o enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19). O decreto foi assinado ainda na quinta-feira (12), quando os primeiros dois casos do vírus no estado foram confirmados. A divulgação, no entanto, ocorreu somente na manhã de sábado (14).

Entre as medidas está a suspensão de visitas nas unidades prisionais de Santa Catarina. Assim, não será permitida a entrada de familiares de presos enquanto durar a pandemia. O sistema prisional catarinense registra, por mês, mais de 20 mil visitas, informou Moisés.

Os eventos públicos do Poder Público também estão suspensos. Se estuda maneiras de viabilizar o trabalho à distância em todos os setores da Administração, como na Celesc, por exemplo, que deve oferecer apenas atendimento virtual para requerimentos e solicitações.

Já em relação aos eventos privados, Moisés disse que não vai interferir, porém não é recomendada a participação das pessoas, especialmente na faixa-etária de 60 anos ou mais.

O governador também informou que ainda não há necessidade de controle na entrada ou saída do estado, mas que o Estado tem condições de fechar em poucas horas as entradas de Santa Catarina, caso exista necessidade.

 

 

 

Orientações para casos suspeitos

Todas as pessoas que tiverem algum sintoma similar ao do novo coronavírus devem procurar a Secretaria de Estado de Saúde para orientações, através do telefone 136. Em Florianópolis, a partir da próxima segunda-feira (16), haverá uma central de atendimento gratuita, no programa Alô Saúde, também para triagem telefônica do coronavírus.

Depois da ligação, a orientação é buscar os postos de saúde do bairro, que fará o encaminhamento correto, para tratamento em casa ou em um hospital.

Ficarão em isolamento em suas residências por um período de sete dias, todas as pessoas que retornarem para o estado de viagens feitas para locais com contaminação. A decisão foi tomada nessa sexta-feira (14).

 

Fonte: NSC
Foto: Divulgação