Chuvas fortes provocam estragos e deixam ao menos 7 mortos em SC

Em 12 horas choveu quase o esperado para o mês. O temporal provocou enxurrada, alagamentos e deslizamentos de terra em cidades do Vale do Itajaí

Ao menos sete pessoas morreram, sendo seis em Presidente Getúlio e uma em Ibirama, em Santa Catarina, durante a forte chuva que atingiu o estado a partir da noite de quarta-feira (16). O temporal provocou enxurrada, alagamentos e deslizamentos de terra em cidades do Vale do Itajaí.

Inicialmente, a Defesa Civil informou que eram 11 mortos e 20 desaparecidos. Depois, por volta das 10h20, a informação foi corrigida pelo órgão para sete mortos, com base no dado divulgado pelo Instituto Médico Legal (IML). O número de desaparecidos não foi confirmado.

 

Segundo a Defesa Civil estadual, mais cidades da região foram atingidas. No Vale do Itajaí, entre as cidades mais afetadas estão ainda Rio do Sul e Apiúna. Também há estragos provocados pela chuva na Grande Florianópolis, em São José e Palhoça, e no Oeste do Estado.

O acesso à Presidente Getúlio, que tem cerca de 14 mil habitantes e fica a cerca de 80 quilômetros de Blumenau, está bloqueado por causa de deslizamentos de terra.

Por volta de 10h não chovia mais na região, mas o acumulado de chuva em 12 horas foi de 121 milímetros, segundo o Centro de Monitoramento de Desastres Naturais (Cemaden). O previsto para todo o mês de dezembro é de 153 milímetros, segundo a Defesa Civil. A previsão é de mais chuva nas próximas horas.

Segundo a Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), às 9h45 mais de 5,4 mil imóveis estavam sem energia em Presidente Getúlio. A cidade tem 8,2 mil ligações de energia. A telefonia também não funciona na região. Abrigos foram abertos para receber as vítimas da chuva.

Por causa do volume de chuva no estado, o sistema de operação das barragens entrou em funcionamento na madrugada. As unidades de Taió e Ituporanga começaram a ser operadas com o fechamento de todas as comportas, informou a Defesa Civil.

 

 

 

Outras cidades

 

Além de Presidente Getúlio, outras cidades de Santa Catarina enfrentam transtornos provocados pela chuva. Foram registrados alagamentos, deslizamento e interdição da BR-470. Só no Vale do Itajaí, foram 14 cidades atingidas, como mostrou o Bom Dia Santa Catarina nesta quinta (17).

Os bombeiros orientam para que as pessoas procurem locais seguros e que não saiam de casa para se deslocar na cidade.

 

No Vale do Itajaí, por volta das 23h45 houve deslizamento de terra no km 150 da BR-470 em Agronômica. Um caminhão que trafegava na rodovia foi atingido. Ninguém se feriu, mas o veículo e a terra interditaram a rodovia.

Na Grande Florianópolis, a cidade de Palhoça amanheceu alagada em vários pontos. Moradores dos bairros Caminho Novo e Pedra Branca registram alagamentos na hora de sair de casa nesta manhã. O pátio de uma empresa também ficou coberto de água na região.

Em São José, ainda na Grande, Florianópolis, houve queda de muros, como no bairro Colônia de Santana, e na capital as ruas ficaram alagadas, exigindo ainda mais atenção dos motoristas.

Já no Oeste, as rajadas de ventos destruíram a estrutura da garagem da prefeitura de Ouro Verde durante a tarde de quarta-feira (16).

Em Abelardo Luz, houve registro de granizo, mas sem danos. Coordenador da Defesa Civil da região, Luciano Peri, afirmou que não houve feridos em nenhuma das ocorrências.

A Defesa Civil de Santa Catarina emitiu alertas com cerca de 24 horas de antecedência e reforça a importância do cadastro para o recebimento de alertas SMS. Para isso basta enviar uma mensagem de texto SMS para o número 40199 contendo no corpo do texto apenas o Código de Endereçamento Postal (CEP) do local que deseja ser monitorado.

 

Fonte: G1 | Assessoria Governo Santa Catarina
Foto: Divulgação Bombeiros | NSC