Celesc apresenta investimentos para evitar novo apagão no Meio Oeste

Em reunião realizada nesta segunda-feira, 7, em Florianópolis, o presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, e o governador Carlos Moisés, falaram sobre investimentos para resolver os problemas de energia elétrica no Meio Oeste de SC. Devido a queda de torres de transmissão ocasionadas por um tornado no último dia 28, vários municípios da região ficaram até quatro dias sem luz.

A reunião contou com a presença de lideranças políticas e empresariais. Na ocasião, o governador Carlos Moisés falou que articula com o governo federal a antecipação de uma nova linha de transmissão de energia para melhor atender o Meio Oeste de SC.

Essa obra estava prevista para 2023 com investimento federal de R$ 135 milhões, ligando a região com a Subestação de Transmissão de Abdon Batista. A ideia é tentar antecipar essa obra.

 

O governador complementou garantindo que o Estado não vai medir esforços para que não ocorram mais problemas graves com energia elétrica em SC.

 

 

 

Entenda mais

 

Ao informar o Fórum parlamentar sobre o caso, a Celesc ressaltou que, atenta a importância da região em questão, já havia atuado junto à Empresa de Pesquisa Energética – EPE, e identificado a importância da implantação de uma obra adicional na Rede Básica (sistema de Transmissão > 230 kV) conectando a Subestação de Transmissão de Videira com a Subestação de Transmissão de Abdon Batista.

Em 20 de Dezembro de 2019 foi realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL o Leilão de Transmissão Nº 04/2018. O certame negociou 16 lotes com empreendimentos localizados em diferentes estados da Federação, onde se destaca o lote 06 que envolvia o primeiro e segundo circuitos da LT Abdon Batista – Videira, em 230 kV, além das demais instalações necessárias ao funcionamento do empreendimento.

Tal obra acontecerá nos municípios catarinenses de Abdon Batista, Anita Garibaldi e Videira onde haverá investimentos da ordem de R$ 135,8 milhões pela empresa de transmissão de energia elétrica JAAC Materiais e Serviços de Engenharia Ltda, vencedora do certame. As instalações de transmissão devem entrar em operação em setembro de 2023. Diante da relevância e urgência da obra, a Celesc solicitou apoio ao Fórum para o acompanhamento deste investimento e antecipação da linha de transmissão de 2023 junto ao Governo Federal.

http://www.facebook.com/radiocacanjure/videos/315504883502983

Na sequência de ações, a Celesc também solicitou engajamento da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) e do Ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque. Um grupo de trabalho com diretores e técnicos da Celesc vai acompanhar o desenvolvimento das ações e dos projetos informando, inclusive, às lideranças locais e regionais sobre os trabalhos.

 

 

 

 

Obra emergencial das torres de Tangará para julho

 

Confira a pergunta da repórter da RBV, Juciele Baldissarelli, na coletiva de imprensa na Celesc. Ela questionou sobre as torres que caíram com o tornado em Tangará em agosto de 2020. O presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, justificou porque as torres não foram recuperadas antes, e garantiu esse serviço emergencial no próximo mês.

 

Fonte: RBV Rádios
Foto: Divulgação