Apoio da família é essencial no tratamento da dependência

Clínica Reviver de Ibicaré trabalha no tratamento, prevenção e ações com familiares dos pacientes

Segundo dados da OMS, atualmente 3% da população brasileira acima dos 15 anos é considerada alcoólatra. Se levarmos em consideração essa porcentagem, são 4 milhões de pessoas que sofrem desse mal. Um problema com duras consequências, responsável pela destruição de vidas e famílias.

A alternativa de buscar um centro de tratamento se torna uma opção segura. A Clínica Reviver, localizada em Ibicaré, trabalha na área de reabilitação há 22 anos e atualmente atende mais de 40 pessoas. Segundo o coordenador, Rossano Zanchi, além do tratamento é necessário realizar ações de prevenção.

 

 

Atividades em grupo, acompanhamento psicológico, ajuda médica e principalmente apoio e companheirismo para quem precisa de atenção. O trabalho de vários profissionais é indispensável para oferecer um tratamento adequado.

 

O desafio das famílias em mostrar que as drogas e álcool levam ao vício e que a pessoa não encontra forças para ir atrás de tratamento por conta própria é grande, porém extremamente importante. O envolvimento familiar é essencial na recuperação do dependente, na Clínica Reviver, toda semana é realizado um programa com os membros da família, até porque muitas vezes essas pessoas também precisam de apoio durante o tratamento do paciente.

 

Porém, Rossano conta que alguns integrantes são resistentes em participar dessas atividades, devido a outras tentativas de cura do dependente, onde há magoa e rancor.

 

Entender a dependência não está relacionado diretamente com a classe social ou fatores econômicos, o comportamento dos usuários apresentar sinais do vício que podem ser descobertos no menor tempo possível, para que o dependente químico passe pelo processo de recuperação.

 

Fonte: Jornalismo Tangará AM
Foto: Divulgação