Agronegócio catarinense bate recordes nas exportações em 2019

De janeiro a novembro de 2019, o setor foi responsável por 68,5% de todo faturamento com exportações

Com um agronegócio produtivo e voltado para o mercado externo, Santa Catarina segue batendo recordes. De janeiro a novembro de 2019, o setor foi responsável por 68,5% de todo faturamento com as exportações catarinenses, com receitas que chegam a US$ 5,6 bilhões. O grande destaque deste ano foi o aumento nos embarques de carnes e a ampliação da presença internacional.

As carnes são o carro-chefe das exportações catarinenses. De janeiro a novembro, o estado bateu o recorde histórico com as exportações de carne suína, ao longo do ano foram 373,5 mil de toneladas embarcadas, gerando um faturamento de US$ 766,4 milhões.

É importante lembrar que Santa Catarina é o maior produtor nacional de suínos e o segundo maior produtor de aves. A produção baseada na agricultura familiar tem alcançado os mercados mais exigentes e competitivos do mundo. Grande parte das exportações catarinenses tem como destino o mercado chinês. China e Hong Kong concentram 59% de todo faturamento catarinense com os embarques de carne suína e 15% das exportações de carne de frango.

A carne de frango é o principal produto exportado por Santa Catarina. De janeiro a novembro foram 1,16 milhão de toneladas vendidas para o mercado externo, com um faturamento que passa de US$ 2 bilhões.  Os produtos de origem vegetal e florestal responderam por US$ 2,4 bilhões de faturamento, os maiores produtos são soja, milho e madeira, produtos de madeira.

 

 

Diferenciais de Santa Catarina

 

Santa Catarina é reconhecida internacionalmente pela qualidade do seu agronegócio e o cuidado com a saúde animal e vegetal. É o único estado brasileiro reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa sem vacinação e área livre de peste suína clássica. Na área vegetal, o estado é livre de Cydia pomonella, considerada o pior inseto praga da fruticultura, e também do Moko da Bananeira.

Em 2019, o Governo do Estado investiu mais de R$ 45 milhões nos Programas de Fomento para aumento da produtividade, melhoria do processo produtivo, agregação de valor, desenvolvimento da pesca e aquicultura, aquisição de animais, projetos de irrigação e armazenagem e kits de informática para jovens agricultores. Foram quase 70 mil produtores rurais beneficiados. A partir deste ano, as mulheres e jovens agricultores e pescadores passaram a ter atendimento prioritário na liberação de recursos.

Sem contar os investimentos para regularização e legalização de imóveis rurais. Em 2019, os financiamentos para compra de propriedades rurais chegaram a R$ 28,7 milhões, beneficiando 205 famílias. Os recursos são do Programa Nacional do Crédito Fundiário, executado pela Secretaria de Estado da Agricultura.

Ao longo do ano, o Governo do Estado lançou ainda uma força tarefa para regularizar as propriedades rurais de Santa Catarina. Com investimentos de R$ 882,6 mil, a Secretaria da Agricultura forneceu a 2.596 agricultores os documentos necessários para impetrar Ação de Usucapião, escriturar o terreno ou re-ratificar a escritura existente, de acordo com as normas vigentes.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa
Foto: Secom