Primeiro paciente com coronavírus no Brasil está curado

Paciente apresentou sintomas da doença nove dias após a volta da Itália

O infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contingência para coronavírus do Estado de São Paulo, anunciou que o homem, de 62 anos, primeiro caso de coronavírus no País, está curado. A informação foi repassada durante entrevista nesta sexta-feira (13) no Palácio do Bandeirantes, na capital paulista.

O caso tinha sido confirmado no último dia 26 de fevereiro. O paciente apresentou os sintomas da doença nove dias após a volta da Itália. O homem ficou isolado no Hospital Albert Einstein, mesmo assim, transmitiu o vírus para dois familiares.

 

 

A melhor forma de frear o avanço do coronavírus é a prevenção

 

–  Caso o paciente apresente os sintomas da doença, como febre, tosse, falta de ar, dores musculares e de cabeça, deve procurar atendimento em uma unidade básica de saúde. Lá os agentes de saúde farão o devido encaminhamento, se necessário, e darão as orientações em relação ao tratamento.
– Em caso de dúvidas sobre onde procurar ajuda, as pessoas devem ligar para o número 136, do Disque Saúde, disponibilizado pelo Ministério da Saúde.
– Somente serão transferidos para UPAs ou hospitais pacientes em estado mais grave. Os sintomas do coronavírus são semelhantes ao de gripe e a recomendação para quem não tiver o caso agravado é que fique em isolamento e monitoramento em casa.
– Idosos e pessoas com doenças crônicas evitem ir a eventos fechados a locais com aglomeração
– Evite viajar se estiver com febre ou tosse;
– Evite contato com pessoas que estiverem visivelmente doentes, principalmente com sintomas respiratórios (tosse ou coriza);
– Higienize as mãos frequentemente, seja com água e sabão ou álcool gel;
– Evite tocar os olhos, nariz e boca;
– Pratique a etiqueta da tosse: ao tossir e espirrar, cubra a boca com lenço descartável ou antebraço. Descarte o lenço imediatamente;
– Se você ficar doente durante uma viagem, procurar imediatamente a tripulação ou equipe médica de bordo;
– Na viagem, evite a ingestão de alimentos de procedência duvidosa ou inadequadamente preparados;
– Evite o contato com animais silvestres ou animais doentes.

 

Fonte: Istoé
Foto: Imagem ilustrativa | Google